27 de set de 2012

Pano de prato, com muito orgulho

Não sei se é o avanço da idade ou se há relação com a maternidade, só sei que há alguns anos eu não esboçaria grandes reações ao ver na internet modelos de panos de prato. Mas, dia desses, ao ver os modelos da Fashioneira eu surtei, fiquei até nervosinha quando, depois de sacar o cartão de crédito da bolsa, vi que meu modelo preferido estava esgotado. Mas logo ele voltou e eu pude comprar a minha placa da Rua Augusta. Sim, sou daquelas que adora colocar um paninho em cima do fogão e, agora, meu fogão está muito mais bacanudo.
Os panos são vendidos na página do Facebook da Fashioneira e a entrega é rapidinha. Eu amei o modelo Atari, mas tem também o Pratone, uma brincadeira com Pantone, o IPod, o perfil de Facebook, o biscoito Globo e, além do Rua Augusta, há placa da Oscar Freire. Eu, que sempre fui mais Augusta do que Oscar Freire (com todo respeito!), agora fico feliz toda vez que entro na minha cozinha. Se eu precisava de panos de pratos novos? Achava que não, mas na hora que vi estes, senti que era artigo de necessidade básica para minha persona dona de casa.

25 de set de 2012

Festa de chita da Helena

 
Festa de 1 ano é aquela festa que a gente faz para não passar em branco, pois dizer que a criança aniversariante aproveita, que é fundamental para sua vida é mentira. Mesmo assim, eu, que amo uma festinha, acho super válido. Para guardar de recordação, para celebrar este primeiro ano de vida, para simplesmente reunir a família e os amigos. 
Eu que não sou muito fã dos temas tradicionais - ainda mais quando a criança não tem voz (e vontade) ativa -, amei a festa de 1 ano da Helena, priminha da Lola e da Anita. O tema era, digamos assim, a chita. E tem tecido mais festivo e alegre? A Jaque, mãe da Helena, junto com uma amiga, fez toda a decoração, daquelas simples, sem frufrus, lindas e que faz a gente se sentir capaz de reproduzir em casa.
Um painel com o tecido cobriu a parede atrás da mesa e duas passadeiras de juta, com flores de chita, a mesa. Além do lindo bolo bem-casado (havia um de chocolate para as crianças), a mesa foi enfeitada com docinhos e tubinhos, bisnagas de brigadeiro e mini-garrafa de água personalizadas. Tudo no maior capricho.

19 de set de 2012

Roupa de crochê para canecas

Depois de fazer a lembrancinha da Anita acabei encontrando na internet outros modelos de roupinhas de caneca bem divertidos. Aqui, alguma seleção para as criativas de plantão. Quem quiser encontrar mais opções basta pesquisar com tea cup cozy ou como cozy mug. Joga aí no Google.
Modelos com trança, sachês estilizados, bichinhos e até Pokemon! O meu preferido foi o macaco, que ficaria fofo como lembrancinha de maternidade. Lá no alto, a caneca da Anita faz par com o cachorrinho de crochê que ela ganhou da minha comadre Fran.

14 de set de 2012

Bolo vulcão de chocolate da Cris

Se tem uma receita campeã aqui no blog é o bolo de chocolate fofinho da Cris, com mais de 14 mil visualizações. Mérito da receita, que é bem fácil, e de sua formosura. Mas daí a minha amiga, boleira, vizinha e assessora para assuntos aleatórios, apareceu em casa com este desaforo aí, o bolo vulcão. Vulcão porque, quando você o corta, escorre uma lava de chocolate pela forma. Não preciso dizer que é a oitava maravilha do mundo, né? Se quiser conhecer mais os bolinhos e bolões da Cris é só acessar o Cupcakes da Cris.

O que usar:
- 4 claras;
- 4 gemas;
- 2 xíc. de açúcar;
- 4 col. (sopa) de margarina;
- 2 xíc. de farinha de trigo;
- 1 xíc. de chocolate em pó ou Nescau;
- 1 col. (chá) de fermento em pó;
- 1 caixa de creme de leite;

Para a cobertura:
- 1 lata de leite condensado;
- 1 lata de creme de leite;
- 1 col. de margarina;
- 2 col. de chocolate em pó;

Como fazer:
1. Separe as claras e as gemas. Bata as claras na batedeira até elas ficarem firmes em ponta. Reserve.
2. Na batedeira, junte as gemas, açúcar peneirado, margarina. Junte a farinha e o chocolate em pó (peneirados), fermento e creme de leite. Bata tudo. Depois, junte delicadamente sem bater as claras em neve;
3. Despeje a mistura na assadeira com furo untada. Leve ao forno pré-aquecido por 10 minutos a 250 graus. Depois, de 15 a 20 minutos a 180 graus.

Cobertura:
1. Faça um brigadeiro bem molinho com 1 colher de margarina, lata de leite condensado, creme de leite e 2 colheres caprichadas de chocolate em pó; Quando ferver, despeje sobre o bolo. Se preciso, acrescente um tico de leite.
* Para quem é de Tatuí e região, esta receita está na última edição da Revista Hadar, com direito a foto da querida Cris.

11 de set de 2012

Pé de amora

Agora é assim, todos os dias que a Lorena chega na casa dos meus pais ela pega um potinho e vai colher as amoras do dia. Esta é a primeira safra do pé de amora e eu, confesso, que adorei. Quando era pequena, eu e minha família costumávamos ir almoçar todos os domingos em uma cantina famosa pelos pratos e também pela demora do serviço. Enquanto esperávamos o almoço, íamos desbravar o quintal da cantina, que tinha um pé de amora. Na época de amora, voltávamos para a mesa com mãos (e roupas) cor de vinho. Para mim, amora é aquela fruta que não se compra, se acha perdida por aí.
Lola com os dedos tingidos. A única exigência é que ela coma amoras... só de calcinha! =)