29 de jul de 2013

Festa da maçã (e) do amor - O cardápio

Festa de 1 ano rola uma preocupação extra com o cardápio. Afinal, faz apenas seis meses que a criança começou a se alimentar e, teoricamente, ela precisa ter uma alimentação saudável. Bom, as minhas filhas se alimentam muito bem, graças a Deus, mas eu não sou mãe natureba, nem neurótica (Não quis dizer que as duas são sinônimos! hehe).
Lola aos 4 anos não bebe refrigerante - e eu bebo. Já quis experimentar, não gostou e não me pede mais. Mas já havia falado que, se tivesse gostado, nós, pais, teríamos de restringir o NOSSO consumo. Enfim, não bebe refri, mas bebe suco de caixinha, come chocolate de vez em quando e bala mais do que eu gostaria (culpa do pai, óbvio!). Anita ama frutas, descobriu o tomate recentemente, come comidinha e sopinhas caseiras, tudo bonitinho. Mas, nas férias, provou batata frita; no seu aniversário, um pedaço de brigadeiro e do bolo de chocolate. Preciso dizer se gostou? Acho que controlar a alimentação do segundo filho mais difícil, pois o primeiro já está iniciado nas tranqueiras, mas no drama!
Na mesa de aniversário da Anita logo pensei em dar opções saudáveis para os menores. Fiz cachorro quente, para adultos e crianças, mas fiz também lanchinho estilo picnic, de pão de forma mesmo, com requeijão, peito de peru e queijo. Tinha salada de frutas e os cupcakes de maçã da minha amiga Cris. Maçã do amor e maçã, ponto.
Milho cozido, pelo menos aqui em casa, é sucesso. Também fiz para a festa, mas, apesar de estarem na mesa lindinhos, esta disposição não funcionou. Eles não paravam em pé e, pior, ficavam frios. O melhor foi passar levas de milho quentinho na bandeja, só com sal, sem manteiga e sem meleca.
Tinha um pouco de bebida alcoólica, tinha refrigerante, suco de caixinha, água, mas fiz também suco de laranja natural e coloquei nesta suqueira, sucesso entre as crianças que amam se servir na torneirinha.
Também me abasteci de pão de queijo e de pipoca, outras boas opções, mas acabei nem fazendo na festa. Agora, uma coisa que fiz e foi demais foi... sopa! Pensei na aniversariante, que janta cedo, seis horas da tarde, e dorme por volta das 7h30 da noite. Fiz uma canja bem gostosa e comprei cumbuquinhas descartáveis de isopor. Achei que não ia ter adesão com as crianças maiores, mas, acredite, um quis, outro também, e quando vi a maioria estava sentada à mesa comendo a sopa antes de ir embora. Teve até adulto que fez uma boquinha e convidado que foi embora com marmita. Fala sério, isso sim que é festa boa!

26 de jul de 2013

Anita 1 ano: Festa da maçã (e) do amor

Esse par de bochechas deliciosas aí da foto fez um ano e eu passei algum tempo antes quebrando a cabeça para inventar uma festinha para ela. Queria algo simples, mas sem aquele temão manjado. Pensei em piquenique, em feira livre e uma mesa cheia de frutas, mas acabei me concentrando nas maçãs. Depois de decidir, conversando com uma amiga, ela disse: Claro, o quarto da Anita tem tecido de maçãs! Juro que não assimilei, mas meu subconsciente trabalhou a meu favor.
E a festa começou mesmo dos tecidos do enxoval. Tinha ainda alguns retalhos, mas fiquei com dó de cortá-los para fazer bandeirinhas. Então, escaneei os tecidos em casa e imprimi em uma gráfica as três estampas que são nos tons turquesa e vermelho - as cores escolhidas para a festa. Com os papéis fiz as bandeirinhas, que decoraram a casa toda, as folhas das maçãs do amor e o varalzinho que enfeitou o bolo de chocolate feito pela minha querida amiga Cris.
Como duas semanas antes viajamos de férias para NY, de lá trouxe os enfeites de papel que decoraram o vidro da escada de casa. Comprei por lá, mas sei que na Ladeira Porto Geral, na 25 de Março, existem enfeites tão lindos quanto, como as guirlandas coloridas que usei na Matinê da Lola. Uma forma simples e barata de decorar. Na loja incrível Whisk, daquelas que a gente entra e descobre o quanto pre-ci-sa de um monte de coisas para nossa cozinha, eu encontrei esse escorredor turquesa. Foi amor à primeira vista e, exibida que sou, dei a função de fruteira para ele na festa.

Coloquei os canudinhos de papel vermelho e turquesa dentro da caneca com roupinha de crochê que foi lembrança de maternidade da Anita. E distribuí pela mesa os copos e guardanapos nas mesmas cores. Além dos pratos altos, coloquei sobre a mesa um banquinho branco que a Lola usa para me "ajudar" na cozinha. Ele também ganhou bandeirinhas e deu apoio para umas maçãs em tecido, que a Anita ganhou da costureira que fez o enxoval dela, e maçãs do amor.
As maçãs do amor foram as lembrancinhas da festa e, além de estarem na mesa, dentro de uma caixa que pintei de branco (para dar a altura correta tive de colocar uma caixa de sapato dentro dela), também estavam sobre a cristaleira, dentro da caixa de remédio das meninas. Neutra, vira e mexe ela faz frila em decorações de festinhas.
Naquelas lojas de R$ 1,99 eu encontrei um saquinho com maçãs de plástico. Para espetar algumas delas sobre os Cupcakes da Cris de maçã eu achei que o palito de dente iria ficar um pouco chinfrin. Lola chegou em casa com um saquinho de tranqueiras de uma festinha e a solução, um pirulito com o cabinho listrado. Comprei um saco deles para decorar os cups, que foram sucesso absoluto de público e crítica.
O mais trabalhoso foi forrar as letras com o nome da Anita. Encomendei as letras em madeira em uma loja de artesanato e, para elas ficarem com um acabamento melhor, usei tecido para cobri-las. Colei o tecido com cola branca e o marido, com uma lixa, lixou o tecido até ele rasgar. Depois ele furou cada letra para colocarmos um arame e fixá-las nas maçãs. 
Para as crianças brincarem aluguei uma cama elástica e montei a mesa de atividades, como sempre faço. Desenhos para colorir - todos com maçãs -, canetinha, lápis de cor, tesoura e cola sempre rendem boas horas de distração. 
Há alguns anos fiz nesta mesma mesa um pompom do Elmo, que pode ser facilmente adaptado para outros personagens, como Angry Birds! =) Abaixo, o detalhe das estampas das bandeirinhas que decoraram até o lavabo.
E assim foi. Uma festa gostosa, com poucos convidados, mas muito amor. Mas confesso que, de toda decoração, o que eu mais amei foram essas belezuras de meia calça de maçã sobre a mesa. A aniversariante mais fofa do pedaço e Lorena, a irmã mais velha, com cara de choro porque não queria tirar foto! Yes, nós também sofremos com isso!

11 de jul de 2013

NY com crianças

E Nova York é um bom roteiro para ir com crianças? Bom, a minha filosofia turística me diz que todo destino é um bom destino e NY no verão é uma delícia, para qualquer pessoa, independente da idade. E lá fomos nós de mala, mala e malinha para passar 10 dias com Lola, de 4 anos, e Anita, de 11 meses.

Na volta, muitos amigos me perguntaram se Anita aproveitou. Vou falar, aproveitou como um bebezão de 11 meses. No avião, chorou na decolagem e no pouso, mas dormiu a noite toda. Por lá, dormiu bastante no carrinho, não no conforto do seu berço; provou de papinhas prontas, sucos industrializados e, ó céus, até batata frita! Saiu da rotina, claro, mas estávamos em férias!

Talvez se tivéssemos ido à praia ela teria aproveitado mais? Talvez. Mas a viagem foi uma delícia. Fomos a parques, parquinhos, andamos muito de barco e até de bondinho. Todo dia saíamos do hotel com as duas em dois carrinhos e uma malinha com frutas e sucos. Voltávamos só ao final da tarde para tomar banho e capotar! Nosso roteiro sem idade escrevo a seguir. Até lá.
A minha Titinha com cara de tadinha no Zoo do Central Park. Tem dó de viajar com criança? Tenho não!

9 de jul de 2013

Camarão com abóbora, maracujá, mel e muito mais

Como moro em uma cidade pequena, para mim comer bem não necessariamente é sinônimo de comer fora. Para comer algo diferente tem de ser em casa. E este camarão com abóbora, gengibre e maracujá é uma daquelas receitas deliciosas que deixam qualquer dia especial. Apesar de ter uma lista relativamente grande de ingredientes é simples de se fazer. Se você é daqueles que adora misturar fruta na comida, daquele gosto cítrico com fundinho doce, enfim, um sabor diferentex, é uma ó-t-i-m-a pedida.

Camarão com abóbora, gengibre, maracujá, mel e muito mais
O que usar:
Para 4 pessoas:
- 800 g de camarão;
- 500 g de abóbora;
- 2 maracujás;
- 50 g de mel;
- 1 lata de tomate pelado ou 4 tomates bem maduros;
- 1 alho-poró;
- 1 cebola grande;
- 2 dentes de alho;
- gengibre ralado (eu uso uns 2 cm);
- azeite;
- vinho branco;
- sal e pimenta do reino a gosto;

Como fazer:
Em uma panela, refogue no azeite a cebola, o alho laminado e o alho poró. Acrescente a abóbora em cubos, o tomate e o vinho branco. Deixe ferver até a abóbora desmanchar. Acrescente o gengibre ralado e o mel, tempere com sal e pimenta e bata tudo no liquidificador ou no mixer. (eu gosto de deixar o "molho" um pouco grossinho). Em outra panela coloque a polpa dos maracujás e, depois, junte a mistura de abóbora. Salteie em uma frigideira alta os camarões - temperados com sal, pimenta e um pouco de limão - no azeite. Junte lé com cré. Sirva com arroz branco, batatinha palha se lhe agradar e festeje.