1 de jul de 2014

2 anos da Anita - Vai Brasil!

Lorena, minha filha mais velha, nasceu em fevereiro. E, em fevereiro, tem carnaval. Anita, a caçula, em junho. Já estava programando uma festa junina para os seus 2 anos quando tropecei em um Copa - no Brasil - pelo caminho. Anita é do dia 28 de junho e, as tabelas da Copa me mostravam que, se tudo saísse como o esperado, sábado, dia 28, era o primeiro jogo do Brasil nas oitavas de final, às 13 horas.
Festa de menina com tema de Copa, difícil! Sem a menor disposição de colocar um Fuleco na mesa, nem um campo de futebol, nem bandeiras do Brasil e parecer uma loja de R$ 1,99; decidi escolher para a decoração apenas as cores do Brasil. Na 25 de Março, no Fernando Maluhy, comprei três estampas em verde, amarelo e azul. Com elas, fiz bandeirolas, que já estão devidamente guardadas para a festa da Tita daqui 4 anos. Já saquei, será sempre assim.
Emprestei alguns pratos nas cores da festa da cumadi e da irmã e comprei na Tranqueira Chic dois vasos e um prato azul. Minha suqueira velha de guerra ganhou estrelas de contact (Já disse que eu amo contact?), guardanapos e copos nas cores do Brasil e pronto.
Na 25 também encontrei esses passarinhos antigos pra dedéu. Como eles não paravam em pé, acabei cercando-os entre os brigadeiros, beijinho e uvas. Encapei com tecido latas de Nescau - cola branca com água em cima e embaixo do tecido e tcharam, ficam perfeitas.
Com o jogo às 13 horas, não tive como fugir do almoço. Na bancada da cozinha, servi feijoada. Assim, antes, durante e depois do jogo os amigos puderam almoçar - e, alguns, jantar antes de irem embora. Para não estragar o almoço da criançada, mas dar um belisco e aliviar a tensão da turma do amendoim, amendoim verde e amarelo e pipoca.
Meses antes da festa, guardei latas e outros reciclados para criar uma oficina de batuque. Na garagem, encapei a mesa com papel pardo e deixei, além da sucata, grãos de milho, feijão, e durex verde e amarelo. Foram horas e horas de distração.
Acima, integrantes da bateria Ziriguidum: Gabi, Lalá, Lola, Titi, Mazuca e Amandinha, que trabalharam duro e deixaram em casa mais de 20 chocalhos (além dos que elas levaram embora!). Abaixo, na outra mesa de apoio, no papel pardo criei um bolão que foi difícil de acertar! Ô sufoco!
As estrelas de contact também foram parar na pia do lavabo, que ganhou ainda um varalzinho com uma camiseta do Brasil. 
De última hora me rendi ao futebol e comprei em uma loja de 1 real uma trave e aquelas bolinhas de chocolate para decorar o bolo. E ficou super bacana. Olha que torcida linda em volta da mesa!
Lola e Anita ganharam do meu primo camisetas personalizadas e também presilhas lindas da Menina Flor, da querida Dani Arruda, que me mandou tantas presilhas que deu para distribuir presilhinhas para todas as meninas da festa. 
E assim foi. Um dia delicioso, animado e divertido para comemorar os 2 anos da minha fofura que, está provado, é pé quente.