6 de jul de 2011

Cluny

Sabe quando você passam em frente a um restaurante e fica invejando as pessoas que estão dentro dele? Foi exatamente isso que aconteceu comigo quando passei em frente ao Cluny, em Palermo Soho, Buenos Aires. Se existe hotel de charme, o Cluny é classificado como restaurante de charme. Há um pátio ao ar livre agradabillíssimo, ideal para um almoço nos dias mais quentes, e ainda dois ambientes internos bem distintos: um clássico, com poltronas de couro e paredes com papéis de parede, e outro mais moderno, um loft com paredes de tijolos descascados e lousas que indicam aos mais indecisos algumas opções do cardápio. Nessa área, há sofás brancos super confortáveis, com mesas baixas, e ainda a adega, que fica à vista, no andar superior.
Os pratos têm sotaque francês, mas os bons cortes argentinos estão todos lá. Depois do couvert com pães de ervas fresquinhos, o marido (a)provou o gaspacho. Pediu ainda um Pollo Deshuesado con espárragos, tomate asado y aceite de pimentón ahumado. Eu fui de Juliana de Lomo, macerada en oliva e pimentón, con papas asadas e queso crema con ciboulette. Tudo acompanhado por um bom vinho, nada mal.

Um comentário: